Tag Archives: clinicas veterinárias

veterinarios-madeira

Os Veterinários na Madeira – História

A Medicina Veterinária, como ciência, tal como a entendemos nos dias de hoje, teve a sua origem em 1762 quando Claude Bourgelat criou em Lyon, na França, a primeira Escola de Veterinária, instalando, ele próprio, a segunda em Maison Alfort, nos arredores de Paris, em 1765.

Em 1819, a pedido insistente do Marquês de Marialva, então nosso embaixador em Paris, partiram para a faculdade de Medicina Veterinária de Alfort um grupo de seis estagiários portugueses, mas apenas quatro viriam a completar o curso, tornando-se Médicos Veterinários.

Foram ele que criaram em Portugal a Escola Militar Veterinária em 1830.

Entre vários cargos existiram os  “Veterinários Distritais”; “Intendente de Pecuária”, entre outros ligados ao apoio à produção animal e ao sector da sanidade animal.

Em relação à Ilha da Madeira pode-se presumir que a atividade médico-veterinária apenas teve o seu início em 1862

Nessa altura foram criados serviços do estado para apoio à pecuária, estudo da flora forraginosa e o recenseamento dos gados, mas os médicos-veterinários também possuíam atribuições sanitárias, policiais e higiénicas, como medidas de combate às epizootias (doenças contagiosas que atacam um grande número de animais ao mesmo tempo e na mesma região e que se propaga com rapidez, correspondente às epidemias nos humanos) e enzootias (doenças que, em determinadas regiões, afeta constantemente os animais que nelas vivem), a possibilidade de produzir editais públicos, de efetuar a vigilância de feiras, mercados e matadouros, a inspeção de tanques e bebedouros públicos de gado e a divulgação de preceitos e regras gerais de higiene do gado, bem como deveria enviar todos os anos, ao órgão de governo competente, um relatório sobre a situação pecuária do seu distrito.

Após certo tempo também era permitido aos veterinários a título facultativo exercer atividade clínica.

Hoje certamente muitos anos depois já somos alguns no exercício desta profissão maravilhosa que é ser Veterinário. Aos veterinários que iniciaram este percurso na Madeira o meu obrigado por desbravarem caminhos e por dignificarem a nossa profissão ao longo destas décadas.

Fonte:

João Carlos dos Santos de França Dória – “A Medicina Veterinária na Madeira – de 1862 a 1974″ – DICA

 

funchal ilha da madeira

Campanha de Vacinação + Microchip para gato

Porque devo colocar o microchip?

Todos os anos, milhares de animais desaparecem de suas casas. Ao mínimo descuido – uma porta ou janela entreabertas – o seu animal pode abandonar o lar à procura de novas aventuras (Ex: fêmeas em cio, machos na época de acasalamento, desorientação). Por outro lado, o roubo é também cada vez mais frequente.

Em inúmeras situações a identificação electrónica tem feito com que os donos encontrem os seus animais.

Assume especial relevância alertar os donos para este facto, uma vez que acompanhamos de perto o sofrimento dos nossos clientes com a perda dos seus animais de estimação.

 O que é a Identificação electrónica?

A identificação electrónica é o único método capaz de fazer uma identificação correcta. É aplicável à maioria das espécies como cães, gatos, aves, répteis e animais exóticos. Esta identificação é feita através da aplicação de um microchip.

O que é e como funciona o microchip?

O microchip é uma pequena cápsula electrónica do tamanho de um grão de arroz que possui um código de barras individual, único e permanente.

É colocado na face lateral esquerda do pescoço e apenas pode ser lido por um leitor de micro-chip.

Os dados do proprietário e do animal ficam armazenados numa base de dados (SIRARAM e/ou SICAFE). Sempre que um animal portador de microchip é encontrado, através destas duas bases de dados consegue-se entrar em contacto com o proprietário do animal.

Para mais informações contacte o nosso Médico Veterinário: 966529489 – 291575122

Campanha limitada ao stock existente!